20 de abr de 2014

atualidades, futebol e companhia: LUCIANO DO VALLE, UM ÍCONE

atualidades, futebol e companhia: LUCIANO DO VALLE, UM ÍCONE: Muitos dos narradores de futebol ou outro esporte miraram-se em Luciano do Valle, um locutor com voz diferenciada e um estilo que marcaram a...

26 de jan de 2011

WWW.FEROZESFC.COM.BR

Há quase 3 anos criamos o Ferozes FC. Em 2 anos ele cresceu demais e a casa “emprestada” não suportava mais nossas necessidades. Há quase 1 ano decidimos que era hora de ter nossa “casa própria”. Compramos o terreno, contratamos a empreiteira, o trabalho começou a ser feito. Atrasou mais do que o esperado, mas afinal, somos chatos, queríamos que ficasse bom, ótimo para receber as visitas, para que elas possam se sentir em suas casas.

Enfim, ela está pronta. Pode chegar, abrir a geladeira, pegar a cerveja que está sempre gelada, aumentar o volume do som e falar sobre o mais espetacular dos esportes.

É com enorme satisfação que convido a todos para nossa nova residência:

http://www.ferozesfc.com.br/




Cheers,

20 de jan de 2011

CHAZINHO DE COCA - TIRONE É O NOVO PRESIDENTE DO PALMEIRAS.

Arnaldo Tirone Jr é o novo presidente do Palmeiras. A vitória foi larga, pra não dizer esmagadora. Ainda que Nobre - preferido da torcida - ganhasse todos os míseros 21 votos de Palaia, mesmo assim não teria conseguido sequer incomodar o vencedor.

Tirone Jr tem apoio político de Mustafa Contursi, ex presidente que fez figuração na era da co-gestão com a Parmalat e que levou o clube a série B quando teve que assumir a responsabilidade sozinho.

Por outro lado, "Juninho" é filho de Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras na década de 60, era de ouro que emplacou o surgimento da 1ª versão da Academia - caros, até arrepia ao escrever "Academia".

Este blogueiro já havia cravado apoio a candidatura de Paulo Nobre em outrora. Mas não cabe agora criticar ou cornetar uma direção que sequer começou seu trabalho. Mas estamos de olho.

Que Tirone Jr traga de volta os bons fluidos da distante década de 60 e não o martírio e a vergonha emplacada por Mustafá em seus últimos momentos como presidente.

Mais do que nomes de candidatos, de cargos e funções, um nome apenas interessa a todos, seja de posição, oposição ou 3ª Via. Mais do que um nome, uma instituição. Uma sociedade formada não por 288 eleitores, mas por 18 milhões de torcedores.

Boa sorte, Tirone.

Eterno, Verdão!

18 de jan de 2011

Habilidade, talento, dom! Tudo isso e mais alguma coisa!


1 jogador a menos, apenas um gol de diferença, um já amargo Paraguai logo na estréia, a sombra de duas Olimpíadas sem a canarinho! Todas essas coisas do futebol poderiam ter sido ingredientes para quem sabe explicar mais uma derrota! Claro, caso não estivesse em campo um dos maiores jogadores brasileiros da atualidade!


Na noite de ontem, peruanos, paraguaios e quem sabe quantas pessoas mais não foram devidamente apresentadas a pequena jóia santista! E que apresentação, poderia ser muito bem um "simples" Hat Trick, facilitaria minha vida pra descrever seu show, mas pra fechar a conta mandou um quarto gol que não terá outro igual naquele estádio tão cedo! Claro, a não ser que Neymar passeie por ali de novo seu futebol brilhante!

E pra não falar só de gols, podemos tambem falar dos diversos tratamentos para coluna que a meninada paraguaia vai precisar depois de tantos dribles, podem me chamar de puxa-saco, paga-pau, mas sempre fui admirador desse garotinho que cresceu na marra quando todos pediam seu pescoço!

O jogo de ontem teve diversos argumentos pra encher a bola de Neymar, um primeiro tempo dominado pela seleção, 2 a 0 no placar, 2 gols de Neymar, tranquilidade essa que mudou na segunda etapa com a expulsão do meio campo Zé Eduardo aos 5 minutos e aos 6 bola levantada na área, gol paraguaio, e o que era domínio brasileiro virou tensão, sim virou, por alguns minutos, por que mais uma vez ele, dessa vez usando a raça (pois é, ele tambem tem isso) e aos trancos colocou mais uma vez a redonda nas redes! Tambem vou ter que enaltecer as boas atuações de Lucas, e do lateral Gallardo que entrou no segundo tempo, e foi dele o lançamento para fechar a conta, bola no pé de Neymar, cavadinha e bola encobrindo o goleiro, 4 a 1 fora o show! O Paraguai ainda marcou mais um, 4 a 2, e o Brasil ainda teve Henrique expulso aos 40", mas ja era tarde a noite ja tinha dono!

Parabéns Neymar, que agora não chapeleia mais só os brasileiros, agora ele começa a chapelar o mundo!


17 de jan de 2011

CHAZINHO DE COCA - O INIMIGO VESTE VERDE


O ano de 2011 começou para o Palmeiras como terminou 2010. Mesmo time, mesma tensão, mesmos resultados em campo, mesma perspectiva.

Não vou falar aqui sobre as “contratações” feitas até aqui e nem nas peças especuladas para chegar.

Tão óbvio como entender as razões dos fracassos do ano que terminou, é entender que se nada mudar, tudo fica como está. Redundância mais do que cabível quando se fala nesse Palmeiras.

Esse Palmeiras de eleições marcadas para a próxima quarta-feira, logo no início da temporada. Comandantes de uma nova era que já teve início sob as ações dos que lá podem sequer permanecer.

Mas se a eleição marcada para uma temporada que já deveria ter suas diretrizes bem delineadas é algo estapafúrdio em um mundo que prega o planejamento, ainda mais absurdo é entender um pleito que pode dar ao seu presidente um vice de outra chapa.

Sim meus caríssimos. Há uma eleição dentro da própria eleição. Além de votar no presidente do clube nos próximos dois anos, excelentíssimos dirigentes terão também de escolher o vice e que não necessariamente deve ser da mesma chapa do presidente escolhido. É a mesma coisa que a Dilma ser presidenta com o Índio da Costa, vice de José Serra, nas eleições de outubro passado.

Mas partindo do pressuposto de que lá estão pessoas que só prezam o bem do clube, imagina-se que qualquer que seja formação da nova diretoria, uma única coisa estará em jogo – o bem da Sociedade Esportiva Palmeiras- pelo menos é assim que deveria ser.

O Inimigo veste verde.

2010 marcou o retorno de três ídolos ao clube de Palestra Italia – Felipão, Kleber e Valdívia.

Se mesmo contando com os três os resultados ficaram longe do esperado, ao menos restou a esperança de que 2011 pode ser diferente já partindo pela presença desses desde o início do ano.

E então surgiram os “Pescarmonas” da vida, que ao invés de usar a imagem desses três para promover um novo momento no clube, estimulando outros bons nomes a vir jogar ao lado desses, preferem açoitá-los publicamente, tornando insustentável uma situação que já não se sustenta há tempos. E ainda falaram de Ronaldinho Gaúcho (se bem que esse não escolheu um caminho tão diferente assim), agora falam de Alex. Logo pinta o nome de Messi, Cristiano Ronaldo. Tudo isso para desviar o foco. Para dar ao torcedor algo para se distrair, que não seja a lixeira política em que se transformou o clube.

Agora surge outro nome nessa novela sem graça – Osório Furlan – guardem esse nome.

Quando o Palmeiras repatriou o chileno Valdívia em 2010, Furlan bancou uma parte do valor, o que o tornou dono de 36% do passe do jogador. Furlan é minoritário, sendo que o Palmeiras é o dono dos outros 54%. Ou seja, em vias de fato, quem manda nessa relação é o Palmeiras.

Em vias de fato, um Conselheiro de clube deve zelar pelo bem desse clube. Osório Furlan é Conselheiro do Palmeiras. E a não ser que ele ache Valdívia um perna de pau, o que ele vem tentando fazer e lesar quem deveria zelar. Furlan é candidato a vice-presidente na chapa Furlan é candidato a vice-presidente na chapa de Salvador Hugo Palaia.





Furlan disse recentemente que Muricy Ramalho pediu a contratação de Valdívia para a disputa da Libertadores. E ontem, em entrevista a Rádio Globo de São Paulo, criou até um factóide para justificar esse pedido do técnico do tricolor carioca, onde segundo fontes de dentro das Laranjeiras, Deco não deverá permanecer no clube e Valdívia seria seu substituto.

Digo factóide, pois a mesma Rádio Globo, só que do RJ, disse a pouco que não há nenhum tipo de informação a esse respeito por lá. Nem sobre a saída de Deco e nem sobre um possível interesse de Muricy em Valdívia.

Na mesma entrevista em que conta essa história, Furlan usou de sua posição política e também de seu status de empresário no caso Valdívia, para ameaçar os conselheiros que irão votar na próxima quarta-feira. Segundo ele, a situação do chileno no clube pode ser uma, caso ele seja eleito vice-presidente, mas pode ser outra, caso ele saia derrotado do pleito. Uma ameaça pública, em rede nacional, sem medo de ser feliz.

É com esse tipo de gente que o Palmeiras vive o seu dia-a-dia. É com pseudo-palmeirense como esse Osório Furlan no topo da direção do clube que o Palmeiras precisa sair desse buraco sem fim que continua sendo cavado por mãos inescrupulosas. É nas tramas de tipinhos como esse que os rivais sustentam suas teses de apequenamento do alviverde imponente.

E é, infelizmente, na continuidade dessa política tacanha, desprovida de planejamento estruturado, que escolhe seus líderes enquanto os rivais escolhem seus soldados, que o Palmeiras continuará dando murro em ponta de faca pelos próximos tempos. Até que caia uma bomba atômica lá dentro e as eleições diretas sejam adotadas. Acabando de vez com esse ciclo vicioso de velhos de velhas idéias que forjam uma palestrinidade pintada em preto, vermelho, azul, grená, qualquer cor, menos a verde.

14 de jan de 2011

Hipster x Rockscene - Indie Rock na Casa do Diretor Pornô

Amanhã mais uma vez rolo os bons sons com amigos das cabines e amigos das pistas. Estão todos convidados. Segue:



Hipster x Rockscene - Indie Rock na Casa do Diretor Pornô


Pista 1:
Carlos From (mover/generation x)
João Paulo Tozo (Ferozes FC)
Cristina Hoff (rockscene)
André Vicentin (radio pirata/pankadão)
Cesinha (rockscene)


Pista 2
Alex Orbit (Hot Cold Nights)
Mauro Bertolino (Tóxica/Monster Club)
Nichollas e MarieEduardo de Sá (crew tiro na placa)
Fernando Leon (crew tiro na placa)


Sutra - R. Treze de Maio, 804 - (Ao lado do Glória)
R$ 10 Entrada - Porta
Até 12:30 VIP com lista, após R$10 consumação.

Aceitamos VISA / MASTERCARD

Lista: euvounafesta3@gmail.com

11 de jan de 2011

CHAZINHO DE COCA - aTELECINE: A BANDA DE SASHA GREY


Em 1988 nasceu Marina Ann Hantzis, hoje mundialmente conhecida como Sasha Grey. Aos 22 anos, já é considerada a maior estrela pornô de todos os tempos.

Ao contrário do que diz a biografia de muitas dessas estrelas, Sasha não escolheu atuar nesse esse ramo por falta de opção, mas por “vocação”.

OK. O Ferozes FC não é um blog que aborde o tema.

“Mas então o que Sasha Grey faz por aqui?”

É a pergunta do amigo internauta.

Sasha faz música.

Como dito, Sasha tornou-se uma celebridade dos XXX porque quis. Mas possui talento e condição de atuar em diversas frentes no mundo das artes.

Mas por que o nome “Sasha Grey”?

Fãs de Marilyn Manson que se identificam com a criação de personagens a base de junções de outros personagens irão se identificar com o pseudônimo de Marina Ann Hantzis: “Sasha Grey” é a junção de “Sasha Konietzko” da banda KMFDM e “Grey” vem de “O Retrato de Dorian Gray”, de Oscar Wilde. “Grey” é também uma referência dentro da escala Kinsey de sexualidade. (infos do site: manifestorockunderground.blogspot.com)


Antes de falar sobre sua banda – aTELECINE – algumas citações sobre Sasha:

Em 2008, Steven Soderbergh convidou a moça para ser protagonista de sua película, “The Girlfriend Experience”. Um filme que fala sobre o submundo da prostituição a partir da vivência de uma garota de programa de luxo. Depois, em 2009, fez o comédia/terror “Smash Cut” de Lee Demabre.

Alguns sites dizem que Sasha declarou certa vez que na verdade nasceu no Brasil, no estado do Ceará e que foi levada aos EUA por sua mãe aos 5 anos. Não confirmei essa informação.

Sasha é amante da cultura pop. É pianista e toca guitarra desde os 13 anos. (infos do site: http://www.rockinpress.com.br/)

Em 2005 ela conheceu Pablo St. Francis num clube de strip. Pablo interessou-se pela “camiseta” do Sisters Of Mercy que Sasha usava. Logo os dois descobriram afinidades musicais e é a partir desse fato que começa a história que de fato interessa para nós. Ou não?

aTELECINE

Em 2009 os dois lançam o EP “Vigillant Carpark”. Está oficialmente lançado projeto aTelecine.

O som é algo como um “industrial/noise/metal/cyber/conspiracy”, seja lá o que isso signifique.

É algo que não vai se escutar em rádios e dificilmente será aproveitado por algum DJ da cena nos porões (hoje limpinhos e organizados) de nossa cena alternativa. Há uns 10 anos talvez pudesse alguém, sem alguns parafusos, disparar os barulhos de Sasha (voices, synths, tape loops, guitar) e Pablo (voices, bass, drums, tape loops).

Em 2010 lançaram seu 1º álbum, “A Cassete Tape Culture”, onde os mesmos elementos soturnos do EP de estréia reaparecem. O lançamento marca também a estréia de Anthony Djuan (voice, words, synth, tape loops).


Enfim, não é um som que agrade aos ouvidos desatentos. Mesmos os atentos talvez torçam o nariz. Mas pode-se notar o experimentalismo a que se propõe o duo.

Depois de receber todos os “Oscars” possíveis do mundo pornográfico, o Grammy talvez não seja o objetivo de Sasha Grey.

Confira a barulheira:






MySpace: http://www.myspace.com/atelecine

Cheers,

9 de jan de 2011

CHAZINHO DE COCA - AS DESISTÊNCIAS DE PALMEIRAS E GRÊMIO NA NOVELA RONALDINHO GAUCHO.

Ontem o Grêmio, hoje o Palmeiras. Se haviam opções de sobra para o dentuço mais talentoso do futebol do mundo, resta agora apenas o Flamengo como opção nessa sua conturbada volta ao futebol brasileiro. O leilão acabou e o derrotado maior é o próprio Ronaldinho.

Se ele e seu irmão (e péssimo) procurador, Assis, esperavam um anúncio bombástico, agora já era. Só há um interessado.

Mas não adianta Palmeiras e Grêmio virem a público pra dizer que não entraram em leilão pelo jogador, pois entraram sim. Mas agiram em tempo de tornar o mico menor e arranhar menos suas gloriosas histórias.

A novela foi tão cheia de personagens ruins de atuação, que até o vice-presidente do Milan, o tal de Adriano Galliani, mostrou-se um completo fanfarrão, aproveitando-se do momento para destilar sua completa falta de trato com os assuntos da bola, como da história que liga o seu país ao nosso.

Galliani afirmou em sua desastrosa coletiva que torcia para que o jogador fosse para o “rossonero” Flamengo.

Oras, não sabe o pobre dirigente que a cidade de São Paulo é a 3ª maior cidade italiana no mundo? Certamente que não.

Não sabe esse senhor que nesse que é o maior pedaço da Itália fora da Velha Bota, o maior representante da cultura e da integração ítalo-brasileira chama-se Sociedade Esportiva Palmeiras e que isso é muito, mas muito mais representativo que qualquer combinação de cores em vermelho e preto?

Galliani e Assis contribuíram para que a imagem do excepcional jogador que ainda é Ronaldinho fique com um arranhão de difícil cicatrização.

Não vou ser leviano e mudar de opinião quanto ao jogador. Ainda acho que o clube que o contratar dará um salto fantástico de qualidade técnica. Acho o dentuço um dos maiores de todos os tempos e mesmo em baixa, ainda que jogue 20% do que pode, já é suficiente para fazer muito estrago por aqui.

Mas torná-lo maior que as instituições que, com suas histórias, com suas glórias, tornaram ao longo dos anos o futebol brasileiro no mais festejado do mundo é absurdo, é agir contra a própria história.

Palmeiras e Grêmio acordaram em tempo. Não que o Flamengo tenha que desistir agora. Até porque só sobrou ele no páreo. Se chegou até aqui, seria burrada ainda maior desistir agora.

Mas seria muito interessante se o glorioso rubro-negro carioca – e não italiano – fizesse como seus co-irmãos e deixassem Ronaldinho e Assis com o pires nas mãos, pedindo pelo amor de Deus para alguém lhe dar abrigo.

Os clubes deram o troco. Se foram iscas fáceis no joguinho sujo do Milan e da dupla Assis/Ronaldinho, agora dão o troco e deixam com eles a menor das propostas feitas pelo jogador.

Leia na íntegra a carta de Luiz Gonzaga Belluzo onde é anunciada a desistência do Palmeiras na contratação do meia:

"A Sociedade Esportiva Palmeiras informa aos 18 milhões de torcedores que, a partir desta data (9 de janeiro de 2011), desiste oficialmente da contratação do atleta Ronaldinho. Pela grandeza e história do nosso clube, e para esclarecimento aos seus milhões de torcedores, o Palmeiras manifesta que:

- As conversações com o irmão e empresário do atleta, o senhor Roberto de Assis, tiveram início no mês de junho de 2010;

- Nesse mês, foi apresentado o projeto para a vinda do atleta. Várias empresas se mostraram interessadas em participar e a partir daí iniciaram-se as negociações;

- Em julho, surge um fato novo. Ao contrário do que ocorria até aquele momento, o Milan resolveu não abrir mão dos direitos que tinha sobre o contrato do jogador, que venceria somente em junho de 2011, inviabilizando, assim, o negócio;

- Não obstante, durante esse período, o Palmeiras continuou mantendo conversações com o representante do atleta, o senhor Roberto de Assis;

- Em dezembro, nos foi informada a possibilidade da liberação do atleta sem o pagamento da multa. Até este momento, segundo o senhor Roberto de Assis, apenas o Palmeiras negociava com o atleta, o que nos deixava confiantes na vinda do jogador;

- Somente em meados de dezembro é que surgem então outros clubes interessados. A partir de então o representante do jogador começou a desenvolver negociações paralelas. O Palmeiras alertou o irmão do jogador sobre esses novos fatos e disse que não se envolveria nessa modalidade de negociação por considerá-la contrária aos padrões éticos de uma sociedade civilizada;

- Menos de uma semana após essa conversa, no dia 2 de janeiro o senhor Roberto de Assis fez uma contra proposta apresentada por ele como definitiva. O Palmeiras de imediato aceitou essa contra proposta . Tínhamos então a garantia da vinda do jogador;

- Qual não foi nossa surpresa ao ver pela imprensa que as negociações com outros clubes continuavam, apesar da palavra empenhada do senhor Roberto de Assis de que o jogador vestiria nossa camisa;

Por tudo isso, o Palmeiras faz questão de vir a público para enfatizar que jamais vai compactuar com esse tipo de comportamento.

O Palmeiras esclarece que desenvolveu um projeto com grandes empresas do mercado brasileiro e internacional, reunindo profissionais de reputação em uma ampla operação comercial e de marketing para viabilizar a vinda do jogador.

Todas as etapas para a conclusão do negócio, abrangendo salário, premiação, tempo de contrato e empresas envolvidas, foram solucionadas e acordadas com o empresário do atleta. Todas as cláusulas e valores pedidos pelo representante do atleta, neste período, foram 100% aceitas pelo Palmeiras e repassadas para a conclusão do negócio. As condições eram excepcionais, provavelmente as maiores do mercado brasileiro em todos os tempos. O empresário Assis afirmou ao Palmeiras que a transação estava fechada no dia 2 de janeiro.

Desde então, foram várias respostas evasivas e tentativas frustradas de contato. É necessário alertar a opinião pública que, em respeito à sua história, a seus torcedores e a seus parceiros, a Sociedade Esportiva Palmeiras trabalhou com a paciência necessária e com a dignidade exigida para conclusão dessa negociação.


Luiz Gonzaga Belluzzo
Presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras

São Paulo, 9 de janeiro de 2011"

4 de jan de 2011

FUTECORE - FELIZ ANO VELHO



Texto: Leandro A. C. Rosa

Feroz 2011 galera! Salve, salve!
O FFC começa o ano vestido de branco e preto, é claro.
O Timão se reapresentou ontem, mas eu e o Ronaldo voltamos hoje. Somos diferenciados!

A temporada passada foi uma grande festa, mas no final não tivemos muito pra comemorar. No paulista, o chamado "segundo time", que contava com medalhões como Edu, Defederico, Marcelo Mattos e Souza, não classificou-se para o quadrangular final.
Na Libertadores, após fazer campanha perfeita e classificar-se em primeiro na colocação geral, sofremos triste eliminação nas oitavas. E no Brasileirão 2010, apesar de cumprir bom papel na maior parte do certame, o Corinthians terminou em melancólica terceira colocação. Uma derrota para um time que perdeu o campeonato para si mesmo.

Pois bem, a badalação pelo centenário acabou, e a diretoria tratou de reduzir a maior folha de pagamento entre os clubes brasileiros. Dispensou muita gente cara e trouxe de volta atletas mais baratos, que estavam emprestados para outros clubes.
Adriano foi cotado como reforço bombástico, mas aparentemente não passou de especulação para vender jornal.

Segue a lista de mudanças até agora:

SAÍRAM

Bobadilla - rescindiu contrato e interessa ao Olimpia-PAR
Boquita - emprestado Bahia
Defederico - emprestado ao Independiente-ARG
Dodô - emprestado ao Bahia
Edu - rescindiu contrato
Elias - negociado com o Atlético de Madri-ESP
Iarley - emprestado ao Ceará
Renato - emprestado ao Figueirense
Souza - emprestado ao Bahia
Thiago Heleno - rescindiu contrato
William - aposentou-se
William Morais - emprestado ao América-MG

VOLTAM DE EMPRÉSTIMO:

Diego Sacoman - estava no Ceará
Edno - estava no Botafogo
Éverton Ribeiro - estava no São Caetano
Marcelo Oliveira - estava no Grêmio-SP
Moradei - estava no São Caetano
Morais - estava no Bahia

CONTRATADOS:

Wallace - Zagueiro, estava no Vitória

ESPECULADOS:

Manoel - Zagueiro (Atlético Paranaense)

O portal Terra já deu como certa a contratação, mas pelo o que eu entendi o APR não quer liberar o atleta. Internacional e SPFC também estão na briga.

Marcinho - Meia/Atacante (Um clube qualquer das arábias)

Entre o jogador e o Corinthians está acertado. Falta o clube liberar. Quer dizer, falta tudo então. Aliás, essa parece ser a moda desse verão no mercado brasileiro.

Willian - Atacante (Figueirense)

Os chamados "detalhes" ainda impedem o anúncio do artilheiro da série B.





Por hoje é isso amigos, o tempo urge e o macaco morde, logo menos voltaremos com uma análise detalhada do elenco, bem como as expectativas para a temporada.

E para inaugurar vossos ferozes tímpanos em 2011, oriundos de Cuiabá, o sensacional MACACO BONG!

27 de dez de 2010

Dos amores e das dores da bola.

"Já amei. Já odiei. Já gritei e às vezes choro vendo a bola correr no meio-campo. Nem mesmo das mais subalternas emoções da alma humana, o futebol tem me poupado o coração. Eu já sofri tanto vendo a bola correr no meio-campo que nem posso me queixar se um dia a morte vier me buscar no momento de um gol."

Armando Nogueira